Rode Medeiros Coaching

A arte de decidir

Decisão é escolher não somente o que queremos mas escolher o que não queremos. Decisão é abrir mão de várias opções e focar em apenas uma, investindo nessa como se nunca tivesse havido outras.

Decidimos em vários momentos do dia, como por exemplo, qual horário queremos acordar, qual roupa iremos vestir, o que comeremos, como iremos nos locomover, com quem iremos falar, qual assunto iremos conversar, etc.. No entanto, essas decisões já estão no nosso dia-a-dia, no piloto automático e não percebemos serem "decisões". 

No ambiente profissional, na área das emoções e relacionamentos e nas ocasiões especiais sentimos o peso de uma tomada de decisão que, na maior parte do tempo, não está no piloto automático e precisam ser pensadas, analisadas. 

Há perfis comportamentais que tem mais facilidade para tomada de decisões pois se sentem mais livres para excluir várias opções. Mas há outros perfis comportamentais que, querendo não conviver com a exclusão de opções, demoram e sofrem mais para decidir. No entanto, independentemente dos perfis, precisamos aprender a decidir. 

Portanto seguem alguns passos para a tomada de decisão ser mais assertiva:

1) Veja a situação com o afastamento emocional adequado. Imagine-se assistindo um filme onde o personagem principal tem que tomar uma decisão. O que ele está vendo, ouvindo, sentindo? A situação é coerente? há exageros? há clareza? O que pode estar escondido?

2) Ainda afastado emocionalmente da situação, faça um reconhecimento do todo, de forma global, geral. Liste os envolvidos, liste as áreas de atuação, relembre o começo, relembre o objetivo, relembre as regras do jogo.

3) Continuando afastado emocionalmente da situação, faça um reconhecimento dos detalhes das áreas, das características dos envolvidos, relembre os desafios vencidos, relembre os passos para chegar no objetivo, relembre as consequências das quebras das regras.

4) Entre novamente com as emoções, pesquise seus sentimentos e intuições. Sentimentos e intuições usam arquivos do nosso subconsciente. Certifique-se que estes arquivos são positivos, otimistas e realistas, baseados em fatos e não na imaginação.

5) Investigue outras opiniões sobre o assunto e junte a sua própria opinião. Há sabedoria nos conselhos, mas há estupidez em vestir camisa que não é do nosso número.

6) Decida. O seu caminho só existe quando você pisa nele. 

 

Sucesso em suas decisões! 

 

#decisão #comodecidir #coaching #desenvolvimento #liderança

Siga-me no Instagram

/rode_medeiros